Vinhos

No extremo Sul de Portugal Continental, o Algarve é uma zona bem definida, um compartimento com feições características, conferidas pela proximidade do mar, pelo clima, pela vegetação natural e pela cultura marcada pela longa ocupação árabe.
A região demarcada do Algarve data de 1980, produzindo vinhos tinto, branco, rosado e licorosos.
Os vinhos brancos e tintos caracterizam-se pelos aromas a frutos bem maduros e sabor aveludado e quente.

Vinhos I.G. “Algarve”

Os vinhos regionais da região Algarvia caracterizam-se por serem macios, pouco acídulos e ligeiramente alcoólicos, sendo os tintos de cor definida ou granada e os brancos de cor palha.
Incluído no Vinho Regional Algarve produz-se também nesta região um vinho licoroso, de grande tradição, com a indicação geográfica Algarve.

Vinhos de Denominação de Origem

No Algarve existem quatro Regiões que produzem vinho com Denominação de Origem, sendo elas Lagoa, Lagos, Portimão e Tavira.

 


Características Organolépticas dos Vinhos de Denominação de Origem da Região Vitivinícola do Algarve


D.O. "Lagos"D.O. "Portimão"
Vinho TintoVinho BrancoVinho TintoVinho Branco
São aveludados, pouco encorpados, com aroma frutado e pouco acídulos e quentes. São abertos de cor, apresentando um tom rubi que, com o envelhecimento, adquire o tom topázio. Apresentam uma cor entre o citrino e o palha, sendo delicados e suaves com um travo característico duma zona quente. São aveludados, encorpados, com aroma frutado e pouco acídulo, notando-se o álcool. Apresentam cor rubi definida que, com o envelhecimento, adquire um tom topázio. Apresentam uma cor palha aberta, sendo delicados e suaves.
D.O. "Lagoa"D.O. "Tavira"
Vinho TintoVinho BrancoVinho TintoVinho Branco
Apresentam uma cor rubi que, com o envelhecimento, adquire um tom topázio. São aveludados, encorpados, frutados, pouco acídulos e quentes. Fáceis de beber, evoluem muito bem e têm grande longevidade. Apresentam uma cor citrina, sendo robustos e suaves, com algum corpo e grande capacidade de evolução. São aveludados, encorpados, com aroma frutado e pouco acídulo. Apresentam tom rubi definido que, com o envelhecimento, adquire o tom topázio. Apresentam uma cor entre o citrino e o palha, sendo delicados e suaves. Apresentam um travo característico de uma zona quente.